quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Rapidinhas da quarta...

Mais nova pesquisa do IBOPE para presidente confirma: Dilma despenca na pesquisa...a mentira tem pernas curtas...

A divulgação da mais nova rodada de pesquisa do IBOPE para presidente divulgada ontem (16/09) no Jornal Nacional mostra claramente que o lamaçal de corrupção e roubalheira do PT utilizando a Petrobrás vem causando danos terríveis nas intenções de votos dos eleitores a campanha da presidente Dilma Roussef que já não consegue enganar com mentiras e difamações, tentando ludibriar os mais humildes. Na última pesquisa do IBOPE para o primeiro turno estava com 39%, e mesmo com todas as acusações mentirosas contra Marina Silva, despencou 3 pontos percentuais e agora ainda se segura com 36% (mas a tendência é cair ainda mais). Na simulação do segundo turno, Marina não foi afetada e permaneceu com os mesmos 43% da pesquisa anterior, enquanto Dilma despencou para 40%. Quem acabou lucrando com essa briga entre Dilma e Marina foi o Aécio que conseguiu ganhar 4 pontos percentuais, saindo de 15% para 19%. De qualquer forma o que se deduz de todo esse movimento é a rejeição de Dilma Roussef e o Brasil não quer mais esse governo corrupto.

A mentira tem pernas curtas...

Uma das mentiras mais absurdas propagadas pelos petistas corruptos era de que Marina Silva iria acabar com  o programa do Bolsa Família, ou seja, a mesma estratégia de terrorismo eleitoral que foi utilizada em 2002 tentando impedir a vitória de Lula dizendo que ele iria acabar com os programas sociais do PSDB na época. Pois é e ainda tem gente idiota que acredita numa sandice dessas. Somente quem já passou fome sabe realmente da necessidade desse programa importante de redistribuição de renda. Veja abaixo o vídeo comovente de Marina Silva explicando sua posição sobre o Bolsa Família:



                                                        Leva eu sodade - Zé Ramalho


terça-feira, 16 de setembro de 2014

Rapidinhas da terça...


Um país que parou no tempo e no espaço....

Eu não vou nem comparar com os países desenvolvidos que seria uma extrema covardia, mas mesmo comparando com os nossos paupérrimos vizinhos latino-americanos fica mais que evidente o atual caminhar a passos de caracol do Brasil. Ficou em penúltimo lugar em termos de crescimento médio e só ganhou de El Salvador (mas se continuar nesse ritmo e sem mudança vai tomar a lanterna já..já). Uma verdadeira vergonha esse governo patético da Dilma Roussef, corrupto e devastador que atolou o Brasil num lamaçal sem fim, colocou os juros para a estratosfera, fez disparar a inflação e estagnou a indústria. É isso mesmo que você quer para mais 04 anos de sofrimento? faça sua parte. Chega de miséria e de atraso, onde o PT finge na TV que aqui é a Suiça e sabemos bem que essas mentiras nos levam somente a ser um pouquinho melhor que El Salvador. Diga não a corrupção, a roubalheira e a mentira. 40 NELES. Marina Silva para presidente.

Curtinhas...

O vereador Deivid Simão (PDT) anda nas casas tentando "comprar" os votos das pessoas com oferecimentos diversos. Numa dessas casas foi realizada uma gravação escondida e sequer percebida que poderá servir de base para montar um processo judicial eleitoral contra o vereador e seus candidatos, inclusive com divulgação pata toda imprensa estadual e ao juiz eleitoral. Outra informação a respeito do vereador fornecida por uma fonte segura em contato telefônico  é que ele está tentando convencer a prefeita municipal Luciana Oliveira (PMDB), pasmem os senhores da imbecilidade, a retirar o SAMU de 
Vereador Deivid Simão quer tirar o SAMU de Baraúna
Baraúna tendo em vista os "altos custos de manutenção" desse programa em Baraúna. Esperamos que a prefeita não caia e não se deixe levar por esse conselho esdrúxulo que provocaria um retrocesso imenso ao povo baraunense. Que vergonha vereador. É para isso que você foi eleito? para tramar contra o povo? querer tirar o SAMU de Baraúna? é esse tipo de presidente que querem colocar na câmara municipal? profundamente lamentável.

O vice-prefeito Edson Barbosa continua bravamente com sua campanha para deputado estadual em Baraúna defendendo as cores do PV. Ao seu lado alguns companheiros mantém a bandeira da resistência e não se deixaram levar por "cantos de sereias", entre as quais, a líder comunitária Graça Ferreira que manteve fielmente seu compromisso com seu presidente partidário. Coerência e caráter a toda prova.


Campo minado - Jessé


domingo, 14 de setembro de 2014

Rapidinhas domingueiras...

A indústria de mentiras e difamações do PT contra Marina...

Marina Silva chorou. É o que informa reportagem  de Marina Dias, da Folha. Está inconformada com os ataques que estão sendo feitos pelo PT e, em particular, por Lula. Numa conversa com a repórter, no banco de trás do carro que a transportava para um hotel no Rio, na noite de quinta, afirmou emocionada: “Eu não posso controlar o que Lula pode fazer contra mim, mas posso controlar que não quero fazer nada contra ele. Quero fazer coisas em favor do que lá
 atrás aprendi, inclusive com ele, que a gente não deveria se render à mentira, ao preconceito, e que a esperança iria vencer o medo. Continuo acreditando nessas mesmas coisas”.  Pois é… Marina está experimentado o que é virar alvo de difamação de uma máquina que ela própria ajudou a construir e à qual serviu durante tanto tempo, inclusive como ministra. Não custa lembrar que os petistas não mudaram os seus métodos. Seguem sendo os mesmos. Eles só se tornaram mais virulentos porque são, agora, muito mais poderosos.  Marina tem motivos para reclamar. Se, como sabem, tenho enormes reservas à forma como conduz a sua postulação, é evidente que está sendo vítima de uma campanha de impressionante sordidez.
 Afirmar, como faz o PT, que a independência do Banco Central iria arrancar comida da mesa do brasileiro é coisa de vigaristas. Sustentar que Marina, se eleita, vai paralisar a exploração do pré-sal — como se isso dependesse só da vontade presidencial — e tirar R$ 1,3 trilhão da educação é uma formidável mentira. Fazer o quê? Os companheiros nunca tiveram limites e sempre se comportaram, já afirmei isto aqui muitas vezes, como uma máquina de sujar e de lavar reputações. Podem lavar a biografia do pior salafrário se este virar seu aliado — e isso já aconteceu. E podem manchar a história de uma
 pessoa honrada se considerarem que virou uma inimiga. Marina recorre ao passado: “Sofri muito com as mentiras que o Collor dizia naquela época contra o Lula. O povo falava: ‘Se o Lula ganhar, vai pegar minhas galinhas e repartir’. Se o Lula ganhar, vai trazer os sem-teto para morar em um dos dois quartos da minha casa’. Aquilo me dava um sofrimento tão profundo, e a gente fazia de tudo para explicar que não era assim. Me vejo fazendo a mesma coisa agora”. Pois é… Hoje, Lula é o Collor da vez, e aquele Collor de antes é agora um aliado deste Lula. Assim caminham as coisas. Não sei, não… Acho que o PT pode estar exagerando na dose. A pauleira é de tal sorte que Marina já está no ponto para se transformar numa poderosa vítima. Até porque os companheiros decidiram deixar de lado razões plausíveis para combatê-la e resolveram investir, de fato, na indústria da mentira, do preconceito e do medo. O tiro pode sair pela culatra.

Obs do blog: A campanha de mentiras e difamações contra Marina alegando que o Brasil irá caminhar para o caos, faltando comida, redução de salários, desemprego e outras idiotices do gênero, são as mesmas e velhas práticas do conservadorismo que foram utilizadas contra o próprio Lula antes de ser presidente. Agora o PT se apropria das mesmas práticas reacionárias que tanto criticava para se manter no poder a qualquer custo, nem que seja com mentiras, boatos e difamações de quinta categoria. Mesmo com toda essa campanha, o segundo turno poderá sepultar de vez esse governo corrupto que lançou a Petrobrás num lamaçal de corrupção para irrigar a base de sustentação política ao governo. Com 46% de rejeição dos eleitores brasileiros, a presidenTA (desculpe a piada, mas toda vez que ouço essa palavra idiota e inexistente na língua portuguesa me dá vontade de rir sem parar) sabe que não é benquista pela população e poderá perder a mamata a partir de 2015. Tenta se segurar de todas as formas possíveis utilizando todas as baixarias imagináveis ou inimagináveis para desqualificar sua adversária que possui o mesmo perfil de vida que o Lula teve. 

Uma base volátil...

O vereador Maninho anda sorrindo de orelha a orelha. Finalmente o PROS que ele comanda indiretamente através de sua esposa no município foi regularizado no sistema nacional. Maninho caminha agora a passos largos para robustecer o PROS local visando as eleições de 2016. Tinha gente que apostava que ele não conseguiria. Rasgaram a boca no arame. Não somente conseguiu como continua exercendo seu mandato de vereador dado pelo povo baraunense de forma independente. O que for bom para o município ele aprova. O que for contrário ele rechaça. O vereador Maninho é um homem de palavra, fez uma boa administração durante o período que ficou à frente da câmara municipal, recebendo elogios de todas as vertentes. Não esconde de ninguém que não vota em Deivid em hipótese alguma para presidência da câmara no vindouro mês de Dezembro e que seu próprio nome está à disposição dos colegas vereadores para a disputa. O nome de Deivid (que recentemente tentou dar uma rasteira no próprio presidente de seu partido) não é benquisto nem mesmo pelos próprios colegas da base da situação (embora em sua frente sejam sorrisos e abraços, por detrás o porrete de jucá come nas costelas), imagine pela base de oposição que ainda é maioria na câmara. Embora alguém jure de pés juntos, com as lágrimas correndo dos olhos, que Robertão irá para a base da situação logo após as eleições de Outubro próximo, há pessoas que dizem e apostam que não, pois confiam no histórico de caráter e postura do vereador. Pelo que conheço de Robertão, eu prefiro confiar na segunda hipótese...


                                       Aonde quer que eu vá - Paralamas do sucesso - 444


sexta-feira, 12 de setembro de 2014

Rapidinhas da sexta...

Marina resiste a artilharia desesperada e alarmista do PT...

O Datafolha divulgou os dados da pesquisa presidencial em alguns Estados. Marina obtém seus melhores resultados em Pernambuco, com 45% dos votos. Em seguida, está o Distrito Federal, com 43%; depois, vem São Paulo, com 40%, e Rio, com 36%. A sua média nacional é 33%. Em Minas, ela fica abaixo disso: 25%. Veja gráfico acima, publicado pelo G1. A média de Dilma é 36%. Nesse grupo de Estados, o único em que ela a ultrapassa é Pernambuco, com 38%. Exceção feita a Minas, onde tem 33%, a petista perde para a peessebista em todos os outros, mas ganha do tucano: 26% em São Paulo, 30% no Rio e 22% no Distrito Federal. Aécio obtém uma média nacional de 15%. Nesse grupo, a sua melhor marca está em Minas, com 26%. Obtém 16% em
 São Paulo e 17% no Distrito Federal. Em Pernambuco, atinge apenas 2%. Para Marina, é vital manter o excelente desempenho em São Paulo, que tem o maior eleitorado do país, com 31.998.432 eleitores e segurar a liderança no Rio, com 12.141.145 votantes. O segundo é Minas, com 15.248.681. Se estiverem certos os números, parte das dificuldades de Aécio se explica pelo mau desempenho no Estado que, esperava-se, fosse lhe dar uma folgada maioria. E caminhava para isso não tivesse aparecido uma Marina no meio do caminho. Minas deu folgada maioria ao PT nas eleições de 2002, 2006 e 2010. Desta feita, o partido conta com apenas um terço do eleitorado. Ocorre que 25% migraram para Marina, não para a candidatura tucana.
Obs do blog: A campanha desleal e alarmista, baseada na tentativa da imposição do "medo" e do "pânico" nos eleitores que a campanha petista da gerente fracassada Dilma Roussef faz contra Marina é a a mesma que o Lula sofreu em 2002 quando o PSDB dizia que o mundo iria se "acabar' com a eleição de Lula . Não se acabou, pelo contrário, fez um excelente governo e o Brasil avançou. O governo corrupto de Dilma gerou prisão de mensaleiros do PT, corrupção desastrosa na Petrobrás, recessão econômica que estamos vivenciando, volta da inflação e índices pífios na Educação. Isso sem falar no atendimento péssimo nos hospitais públicos (precise de um pra você ver) que não tem padrão FIFA. A insegurança pública é total. O Brasil precisa mudar. Chega de corrupção. Vote Marina 40. O novo sempre vem.

Briga de foice no escuro  para deputado federal no RN...

Avaliamos cinco pesquisas nos últimos dois dias, pesquisas que algumas foram publicadas e outras não, analisamos a situação delicadíssima que se encontra a disputa da chapa proporcional para Deputado Federal no RN, é disputa essa que vai deixar muita gente “grande” do lado de fora. Não custa lembrar que o RN tem apenas oito cadeiras de Deputado Federal no Congresso Nacional.   Na coligação “União pela Mudança”, que apoia o candidato ao Governo Henrique Eduardo Alves, temos um verdadeiro “UFC”, a coligação conta com candidatos do PMDB, PSB, PR, PROS, DEM, SDD, PDT, PV, PMN, PRP, PSC, PSDB, PSDC e PRB – os principais nomes da disputa à Câmara Federal irão brigar entre si por cinco vagas diretas podendo fazer um sexto eleito dependendo do coeficiente.
De acordo com os cruzamentos que fizemos nas cinco pesquisas, estariam eleitos hoje por quantidade de citações nessa coligação os candidatos: Walter Alves, Felipe Maia, Zenaide Maia, Rafael Mota.
Agora começa a tensão, restariam uma ou no maximo duas vagas para os seguintes candidatos: Sandra Rosado , Fafá Rosado, Sávio Hackret, Rogério Marinho, Antônio Jácome e Abrãao Lincon.
A quantidade de citações que o Dep. Paulo Wagner tem tido não entraria na disputa com os seis nomes acima.
RESUMO: Desses seis nomes, quatro ou cinco irão ficar de fora, é briga de cachorro grande ou não?
Na coligação liderada pelo candidato ao Governo Robinson Faria (PSD), que tem PSD, PT, PC do B, PT do B, PP, PEN, PRTB e PTC – os principais nomes da disputa à Câmara Federal irão brigar entre si por duas vagas diretas podendo fazer um terceiro eleito dependendo do coeficiente, possibilidade remota, mas que pode acontecer perfeitamente. De acordo com os cruzamentos que fizemos nas cinco pesquisas, estariam eleitos hoje por quantidade de citações nessa coligação os candidatos: Fábio Faria e Betinho Segundo. Brigariam por uma possível terceira vaga os candidatos Adriano Gadelha, Carlos Alberto e Eraldo do PT.
A coligação “Sem mudança não há esperança”, formada pelo PHS, PPS, PTB e PTN e que também apoia o candidato Henrique Alves, não tem um nome mais representativo para entrar nessa disputa política. O PSOL, PSTU e PSL também não tem possibilidade de eleger um Deputado Federal.
É importante ressaltar, que esse resultado é em cima de cinco pesquisas analisadas que o BlogdoBG teve acesso até a data de 10 de setembro de 2014.
Por esses números, estariam eleitos hoje por ordem de citações nas pesquisas e cruzamentos de coligação: Fábio Faria, Walter Alves, Felipe Maia, Zenaide Maia, Rafael Mota e Betinho Segundo.
Disputariam duas vagas os seguintes candidatos: Sandra Rosado, Fafá Rosado, Sávio Hackret Rogério Marinho, Antônio Jácome e Abrãao Lincon, Adriano Gadelha, Carlos Alberto e Eraldo do PT.


                                                     Amanhã - Guilherme Arantes

 

domingo, 7 de setembro de 2014

Rapidinhas domingueiras...

Marina amplia vantagem em eventual segundo turno...aponta pesquisa Sensus...

Pesquisa do Instituto Sensus, realizada entre 1 e 4 de setembro e publicada pela revista 'IstoÉ', mostra que a candidata Marina Silva (PSB) soma 29,5% das intenções de voto no primeiro turno. Está empatada tecnicamente com a presidenta Dilma Rousseff (PT), com 29,8%, e em caso de segundo turno, Marina venceria Dilma, com 47,6% contra 32,8% dos votos válidos.  Aécio Neves, do PSDB, tem 15,2% das intenções de voto, contra 21,4% na pesquisa anterior, realizada entre 9 e 12 de agosto, quando ainda havia disputa com o candidato do PSB Eduardo Campos, morto em acidente aéreo. Em cenário de 
segundo turno entre Dilma e Aécio, os índices seriam de 39,3% e 35,4%. Quanto a rejeição, 31,5% dos eleitores não votariam em Aécio, de 26% anteriormente. O número sobe para 44,3% para Dilma Rousseff e Marina Silva tem índice de 22,3%.  A pesquisa também mediu o nível de aprovação do governo Dilma, que aumentou de 40,5% entre 9 e 12 de agosto para 46,3% na primeira semana de setembro. No mesmo período a intenção de voto na candidata do PT caiu quase 4% e sua rejeição cresceu 2%. O levantamento aponta que 44,4% dos brasileiros aptos a votar admitem a possibilidade de mudar o voto até a eleição. Segundo a pesquisa realizada em 136 municípios de 24 Estados, quase 20% do eleitorado não conhece o senador mineiro. Já a presidenta Dilma é conhecida por 90,8% dos eleitores e Marina Silva por 89%. A pesquisa foi realizada com dois mil eleitores, registrada na Justiça Eleitoral sob o número 00541/2014.

Caça ao Tigre...

Em Baraúna algumas pessoas discutem se a prefeita provisória colocada pela justiça seria uma melhor opção para os bicudos do que o próprio Isoares. A quantidade de pessoas que eram ferrenhas adversárias dos bacuraus na campanha de 2012 e hoje são agraciados pela prefeitura mostram claramente que o bom é ser adversário azul e não correligionário verde. Enquanto os tigres assumem secretarias e conseguem empregos na prefeitura, os bacuraus nativos são escanteados e relegados a terceiro plano. A reclamação é geral no ninho bacurau e certamente se refletirá na votação do próximo mês. Até mesmo o vice-prefeito foi colocado no ostracismo, chamado para o "tronco" e só terá de volta a
secretaria de turismo se renunciar a sua candidatura legítima a uma vaga como deputado estadual pelo PV, caso contrário será entregue a outro bicudo. Outro presidente de partido da base aliada quase leva uma rasteira em Natal dos "muy amigos". Tem até tigre se dando ao luxo de rejeitar as propostas, entre os quais vereadores e vereadoras. Vários professores dos tigres rejeitaram as propostas aliciadoras do atual secretário da educação baraunense que foi o coordenador de campanha de Isoares. Agora bacurau vá você correr e se empenhar em campanha eleitoral de seu ninguém para depois levar um dedo nas ventas e ver os seus ferrenhos adversários ocuparem os melhores cargos. Vivendo e aprendendo.

Bomba....A corrupção do PT e da sua base aliada - podridão pura....Veja a íntegra da reportagem sobre o Petrolão nas páginas da revista Veja....

IMG_0451.PNG
IMG_0456.PNG
IMG_0457.PNG
IMG_0458.PNG
IMG_0459.PNG
IMG_0465.PNG
IMG_0466.PNG
IMG_0467.PNG
IMG_0468.PNG
IMG_0469.PNG
IMG_0473.PNG
IMG_0474.PNG




IMG_0475.PNG



                                   Mucuripe - Elis Regina (composição Fagner e Belchior)

 

sábado, 6 de setembro de 2014

Rapidinhas do sábado...

DECISÃO
EMENTA: ELEIÇÕES 2012. AÇÃO CAUTELAR. CONCESSÃO DE PEDIDO LIMINAR. ATRIBUIÇÃO DE EFEITO SUSPENSIVO ATIVO A ACÓRDÃOS. IMEDIATO RETORNO DOS AUTORES AOS CARGOS DE PREFEITO E VICE-PREFEITO. AÇÃO DE INVESTIGAÇÃO JUDICIAL ELEITORAL. CAPTAÇÃO ILÍCITA DE SUFRÁGIO. CONDUTA VEDADA A AGENTES PÚBLICOS. REPRESENTAÇÃO. CAPTAÇÃO ILÍCITA DE RECURSOS FINANCEIROS. AUSÊNCIA DOS REQUISITOS DO FUMUS BONI IURIS E DO PERICULUM IN MORA. AÇÃO CAUTELAR A QUAL SE NEGA SEGUIMENTO.
Cuida-se de ação cautelar, com pedido de medida liminar, ajuizada por Isoares Martins de Oliveira e Maria Elizabete Rebouças, vencedores do pleito de 2012, respectivamente, Prefeito e Vice-Prefeita do Município de Baraúna/RN, visando a suspender os efeitos dos acórdãos proferidos pelo Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte, nos autos do RE nº 361-34 e RE nº 425-44, que mantiveram as sentenças que julgaram procedentes os pedidos veiculados nos referidos processos, condenando os Autores à cassação dos respectivos diplomas, ao pagamento de multa no valor de R$ 20.000,00 e à declaração de inelegibilidade por oito anos. Relativamente aos autos do RE nº 361-34, os Autores sustentam, em linhas gerais, que a Corte a quo incorreu em omissão, violando o art. 275 do Código Eleitoral e o art. 535 do CPC, por não haver sido enfrentado temas fundamentais ao deslinde da controvérsia, cujas alegações teriam constado das razões deduzidas em sede de embargos de declaração, os quais teriam sido considerados protelatórios. No mérito, argumentam, em síntese, a existência de contrariedade ao disposto no art. 73, V, a, e § 10, da Lei nº 9.504/97, em razão da não configuração da prática de conduta vedada, pois incide, na hipótese dos autos, situação excepcionada na legislação de regência. Os Autores asseveram, ainda, a transgressão ao art. 22, XVI, da LC nº 64/90, ante a 
ausência de gravidade das circunstâncias para a configuração de abuso do poder político, o qual lhes teria sido imputado indevidamente, bem como ao art. 5º, LIV, da Constituição da República, por alegada inobservância ao princípio da proporcionalidade. No tocante aos autos do RE nº 425-44, os Autores apontam a existência de vulnerabilidade ao art. 5º, LV, da Carta da República e aos arts. 128 e 460 do CPC, pugnando pela nulidade da sentença de primeiro grau, na qual o Juízo Eleitoral teria decidido questões não suscitadas na peça vestibular, o que configuraria julgamento extra petita. Sustentam, também, a ocorrência de transgressão ao art. 30-A da Lei das Eleições, assegurando que as falhas verificadas na prestação de contas alusivas às campanhas eleitorais teriam sido meramente formais, inexistindo, em consequência, mácula ou gravidade da conduta suficientemente capaz de desequilibrar o pleito, pressuposto inafastável à incidência da 
sanção de decretação da perda dos diplomas dos ora Autores. Mencionam, em sequência, julgados deste Tribunal supostamente nesse sentido. Os Autores informam que, "embora [...] já tenham proposto a Ação Cautelar nº 88-44 para conferir efeito suspensivo exclusivamente ao acórdão proferido nos autos nº 361-34, e que à referida cautelar tenha sido negado seguimento, tem-se que há um fato novo que permite a repropositura da demanda, pois altera o contexto político de modo a demonstrar ser medida de cautela a manutenção daquele que foi legitimamente eleito à frente do executivo municipal" (fls. 28). Noticiam, ainda, que a segunda colocada no aludido pleito, e que estava à frente da chefia do Executivo local, foi "condenada à cassação do mandato em virtude das AIJEs 418-52 e 9-08, que apuraram [a] ocorrência de abuso de poder econômico,da AIME 11-75 e da Representação 12-60, também por infração ao artigo 30-A da Lei nº. 9.504/97" (fls. 28), e por isso 
teria sido "afastada do cargo, tendo assumido a prefeitura municipal o vereador Tértulo Alves da Silva, Presidente da Câmara, conforme se extrai da ata e do termo de posse em anexo" (fls. 28). Sustentam a presença do periculum in mora, uma vez que ¿os requerentes foram eleitos pela maioria dos votos dos eleitores de Baraúna, que não podem ser submetidos a uma situação de total insegurança jurídica por conta de decisões judiciais que certamente serão revistas pela Corte Superior" (fls. 29), e que ¿é inegável a irreparabilidade do dano, pois cada dia que o titular permanece afastado do exercício do cargo não poderá ser reposto" (fls. 29). Requerem, ao final, o deferimento da medida liminar, inaudita altera parte, para que seja conferida a eficácia suspensiva ao Recurso Especial nº 425-44 e ao agravo protocolado nos autos do RE nº 361-34, já interpostos perante esta Corte e, assim, sejam suspensos todos os efeitos dos acórdãos proferidos pelo TRE/RN, nos respectivos processos, determinando-se, via de consequência, o imediato retorno dos Autores aos cargos de Prefeito e Vice-Prefeito do Município de Baraúna/RN, até o julgamento definitivo dos mencionados recursos por este Tribunal.
É o relatório suficiente. Decido.
Ab initio, pontuo que a atribuição de efeito suspensivo a recurso especial eleitoral se restringe, como afirma a jurisprudência desta Corte, a situações excepcionais, em que (i) já instaurada, pela admissão do recurso na origem, a competência cautelar do Tribunal Superior Eleitoral, nos termos das Súmulas nº 634 e nº 635 do STF, (ii) a tese jurídica veiculada no apelo nobre eleitoral seja dotada de plausibilidade, e (iii) esteja presente o risco de inefetividade da decisão final pela demora na apreciação da insurgência. E, ao examinar a presente ação, não vislumbro a presença dos requisitos autorizadores da medida cautelar. Isso porque a pretensão deduzida nesta demanda está ancorada, precipuamente, em suposto fato novo, respeitante à existência de pronunciamento judicial determinando o afastamento da atual Prefeita da administração do Município de Baraúna/RN, circunstância esta que teria, no entender dos Requerentes, modificado substancialmente o quadro jurídico ora analisado. Com efeito, diversamente do que sustentado na exordial, em consulta ao Sistema de Acompanhamento de Documentos e Processos desta Justiça, constato que Antonia Luciana da Costa Oliveira, segunda colocada no pleito de 2012, e que estava à frente do executivo local, logrou êxito na suspensão dos efeitos dos acórdãos provenientes do TRE/RN nos autos do RE nº 9-08, RE nº 11-75 e RE nº 12-60 - nos quais teria sido determinado o seu afastamento da Prefeitura de Baraúna/RN -, até o julgamento dos respectivos recursos interpostos perante esta 
Corte. É precisamente o que se extrai das decisões liminares proferidas nas ações cautelares ajuizadas neste Tribunal (i.e.: AC nº 825-47/RN, AC nº 1071-43/RN e AC nº 1074-95/RN). Por oportuno, convém ressaltar que, nos autos do RE nº 418-52, o TRE/RN, por maioria de votos, deu provimento ao recurso interposto por Antonia Luciana da Costa Oliveira, reformando a sentença por meio da qual teria sido cassado o respectivo mandato e assentada a sua inelegibilidade por oito anos. Deveras, em virtude de não mais subsistir o articulado fato novo, o exame concernente à suspensão dos efeitos do acórdão proferido nos autos do RE nº 361-34 encontra óbice intransponível. Aliás, neste particular, pretensão idêntica a esta foi anteriormente apreciada nos autos da AC nº 88-44, a qual teve o seguimento negado por ausência de demonstração da plausibilidade recursal. Em tais hipóteses, a jurisprudência desta Corte Superior reputa, via de regra, a inadmissibilidade de reiteração da demanda, excepcionando a ocorrência de fato novo. Nesse sentido, cito o seguinte julgado desta Corte:
"[...]. 1. Conforme já decidido pelo egrégio Superior Tribunal de Justiça, tratando-se de ação cautelar - com objeto idêntico ao de outra ação anteriormente proposta e apreciada, com respectivo trânsito em julgado -, afigura-se inadmissível a mera reiteração da demanda, sem se apontar nenhum fato novo. [...]" (AgR-AC nº 2.410/RO, Rel. Min. Caputo Bastos, DJ de 14/08/2008.)
Com relação aos autos do RE nº 425-44, em que pese existir provável plausibilidade jurídica recursal, assento que a concessão de efeito suspensivo ao recurso especial interposto não acarretaria utilidade prática, notadamente porque não houve, até o presente momento, pronunciamento de mérito favorável aos Autores nas instâncias inferiores, os quais, inclusive, continuam afastados dos cargos de Prefeito e Vice-Prefeito do Município de Baraúna/RN. Trata-se, a rigor, e verdadeiramente, de emprestar efeito suspensivo de viés ativo, medida heterodoxa em 
 pretensões desse jaez. Aliado a isso, milita em desfavor dos Autores eventual provimento cautelar, no sentido de se determinar o imediato retorno deles aos cargos pretendidos, o que, aí sim, implicaria alternância na chefia do Executivo municipal, circunstância esta que deve ser evitada, máxime porque pode gerar incertezas na população local e indesejada descontinuidade na gestão administrativa da municipalidade. Nesse sentido é a jurisprudência iterativa deste Tribunal: [...] Na pendência dos processos de impugnação deve-se evitar o rodízio constante de pessoas na administração municipal.
Alterações sucessivas no exercício do cargo de prefeito geram insegurança jurídica, perplexidade e descontinuidade administrativa. Por isso, não é aconselhável apressar a realização de novas eleições, quando há possibilidade de o candidato cassado ter seu recurso provido. [...] (AgR-MS 3.345/RN, Rel. Min. Humberto Gomes de Barros, DJ de 2/9/2005).
Por essas razões, em juízo de cognição sumária, próprios das ações cautelares, assento a inexistência dos requisitos autorizadores aptos a ensejar o acolhimento do pedido formulado, sem prejuízo, contudo, de os temas versados nesta cautelar, concernentes à plausibilidade jurídica das razões recursais, serem objeto de apreciação em momento oportuno por esta Corte, quando do enfrentamento das matérias no recurso especial interposto. Ex positis, com fulcro no art. 36, § 6º, do RITSE, nego seguimento à ação cautelar.
Publique-se.
Brasília, 04 de setembro de 2014.
MINISTRO LUIZ FUX
Relator
Obs do blog: Pronto senhores, completou-se o circo jurídico onde o primeiro colocado numa eleição perde mais uma liminar (e terá quaisquer outras negadas também) sendo preterido em relação a segunda colocada no pleito de 2012. Um verdadeiro absurdo jurídico sem precedentes onde a segunda colocada teve três liminares concedidas referentes a três processos de cassação tanto na primeira como na segunda instância e mesmo assim continua à frente da prefeitura municipal de Baraúna, independentemente das denúncias de rombos financeiros na edilidade pública com aquisições de tratores, relógios de ouro Rolex a R$ 35.000,00 reais, carrões e propriedades de forma aberta e descarada zombando do povo e da própria justiça. Um agiota chegou a bradar aos quatro ventos que bota ou tira ela a hora que bem quiser, pois tem 'acesso" ao ministro Luiz Fux e que ninguém entra sem o seu consentimento. Triste justiça brasileira onde a corrupção fala mais alto que os juramentos do direito. A eleição passa a ser apenas um detalhe e isso é muito perigoso, pois a vontade soberana do povo passa a não valer mais nada. Mas pelas últimas informações de bastidores, os "caminhos das pedras" começam a ser investigados e muita surpresa poderá vir pela frente...só que de forma muito desagradável para os corruptos e corruptores...vamos em frente...

Um PT da Corrupção...esse é o governo de Dilma Roussef...

O ex-diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa, delatou pelo menos 32 deputados e senadores e um governador em depoimento à Polícia Federal nesta sexta-feira. Eles receberiam 3% de comissão do valor de cada contrato firmado pela Petrobrás durante a sua gestão. As informações são do jornal O Estado de São Paulo. O ex-diretor relatou a formação de um cartel de empreiteiras dentro da Petrobrás. Segundo ele, cinco partidos políticos eram beneficiários de recursos desviados por meio de comissões em contratos arranjados. Ainda de acordo com Costa, os desvios nos contratos envolveriam desde funcionários do terceiro escalão até a cúpula da empresa, durante sua gestão – entre 2004 e 2012. Como os políticos tem foro privilegiado, os depoimentos serão remetidos para a Procuradoria Geral da República, que só irá receber a documentação ao final do processo de delação. Paulo Roberto está prestando depoimento em regime de delação premiada para obter perdão judicial. O número de políticos mencionados ainda pode aumentar até o final do processo, que começou no dia 29 de agosto. Ele é réu da Operação Lava-Jato que desmantelou um esquema de lavagem de dinheiro e corrupção na Petrobras.



Marina cresce vertiginosamente em todos os Estados...Ibope revelou ontem (sexta) pesquisa em 06 desses Estados.. 

Pesquisa do instituto Datafolha divulgada nesta sexta-feira (5) mostra que a candidata do PSB, Marina Silva, lidera a disputa pela Presidência da República na capital paulista com 38% das intenções de voto. A presidente Dilma Roussef (PT), candidata à reeleição, tem 23%. Já o ex-governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), conta com 19%.Entre o eleitorado paulista (22% do total do país e o estado mais rico do Brasil), Marina tem quase o dobro do apoio da presidente Dilma. A candidata do PSB conta com 42% das intenções de voto, enquanto a petista aparece com 23%. Além de São Paulo, a pesquisa ouviu eleitores de Minas Gerais, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Pernambuco, Ceará e também do Distrito Federal. Os resultados divergem de estado para estado. A candidata do PSB também lidera a disputa em Pernambuco e Distrito Federal. Já Dilma leva vantagem no Ceará, Rio Grande do Sul e até mesmo na base eleitoral do adversário Aécio Neves, ex-governador de Minas Gerais. Confira o resultado completo da pesquisa:
       
                                          São Paulo
Marina Silva (PSB) - 42%
Dilma Rousseff (PT) - 23%
Aécio Neves (PSDB) - 18%
Pastor Everaldo (PSC) - 1%
Eduardo Jorge (PV) - 1%
Luciana Genro (PSOL) - 1%
Zé Maria (PSTU) - 1%
Outros com menos de 1% - 2%
Branco/nulo/nenhum - 8%
Margem de erro: 2 pontos percentuais para mais ou para menos

Pesquisa ouviu 2.054 eleitores em 56 municípios de SP. A pesquisa está registrada no TRE-SP sob o número 00023/2014.


Minas Gerais
Dilma Rousseff (PT) - 35%
Marina Silva (PSB) - 27%
Aécio Neves (PSDB) - 22%
Pastor Everaldo (PSC) - 1%
Branco/nulo/nenhum - 6%
Não sabe/não respondeu - 8%
Os outros candidatos não atingem 1%
Margem de erro: 3 pontos percentuais para mais ou para menos

Pesquisa ouviu 1.212 eleitores em 49 municípios de MG. A pesquisa está registrada no TRE-MG sob o número 00075/2014.

Rio de Janeiro
Marina Silva (PSB) - 37%
Dilma Rousseff (PT) - 31%
Aécio Neves (PSDB) - 11%
Pastor Everaldo (PSC) - 2%
Luciana Genro (PSOL) - 1%
Eduardo Jorge (PV) - 1%
Zé Maria (PSTU) - 1%
Branco/nulo/nenhum - 10%
Os outros candidatos não atingem 1%
Margem de erro: 3 pontos percentuais para mais ou para menos

Pesquisa ouviu 1.308 eleitores em 31 municípios do RJ. A pesquisa está registrada no TRE-RJ sob o número 00028/2014.

Rio Grande do Sul
Dilma Rousseff (PT) - 38%
Marina Silva (PSB) - 30%
Aécio Neves (PSDB) - 15%
Pastor Everaldo (PSC) - 1%
Luciana Genro (PSOL) - 1%
Eduardo Jorge (PV) - 1%
Branco/nulo/nenhum - 4%
Os outros candidatos não atingem 1%
Margem de erro: 3 pontos percentuais para mais ou para menos

Pesquisa ouviu 1.197 eleitores em 46 municípios do RS. A pesquisa está registrada no TRE-RS sob o número 00012/2014.
 
Pernambuco
Marina Silva (PSB) - 46%
Dilma Rousseff (PT) - 37%
Aécio Neves (PSDB) - 2%
Pastor Everaldo (PSC) - 1%
Eduardo Jorge (PV) - 1%
Zé Maria (PSTU) - 1%
Branco/nulo/nenhum - 5%
Os outros candidatos não atingem 1%
Margem de erro: 3 pontos percentuais para mais ou para menos
Pesquisa ouviu 1.185 eleitores em 43 municípios de PE. A pesquisa está registrada no TRE-PE sob o número 00021/2014.


Ceará
Dilma Rousseff (PT) - 57%
Marina Silva (PSB) - 24%
Aécio Neves (PSDB) - 4%
Pastor Everaldo (PSC) - 1%
Branco/nulo/nenhum - 4%
Os outros candidatos não atingem 1%
Margem de erro: 3 pontos percentuais para mais ou para menos
Pesquisa ouviu 1.042 eleitores em 41 municípios do CE. A pesquisa está registrada no TRE-CE sob o número 00021/2014.

Distrito Federal

Marina Silva (PSB) - 33%
Dilma Rousseff (PT) - 23%
Aécio Neves (PSDB) - 20%
Pastor Everaldo (PSC) - 1%
Zé Maria (PSTU) - 1%
Rui Costa Pimenta (PCO) - 1%
Branco/nulo/nenhum - 7%
Não sabem ou não opinaram - 13%
Os outros candidatos não atingem 1%

Margem de erro: 4 pontos percentuais para mais ou para menos
Pesquisa ouviu 668 eleitores. A pesquisa está registrada no TRE-DF sob o número 00037/2014.



                                                                   Adele - Skyfall